Website on global south and decolonial issues.

Fevereiro 14, 2011

revolução: os dias seguintes na praça Tahrir

“A praça não desarma. Ontem, os militares tentaram afastar os manifestantes, levantar os seus acampamentos, convencê-los a saírem da rua. Mas uma revolução não vai assim para casa de um momento para o outro. “Eu tenho o direito de festejar”, disse Asim, de 26 anos, que veio para Tahrir com as duas irmãs. “Estivemos aqui até o regime cair. Agora esta praça é do povo.”
Paulo Moura

Ler mais

Jorge Ben, homem-jongo

Ben tem a medida intransferível de um modo de cantar que não abole o acaso nem o erro. Seu canto e sua música se projetam sobre uma ludicidade harmônico-discursiva menos nonsense do que jongueira. Sua alegria contagiante, o poder de sua simpatia está em ser um compositor que tematiza — sem dor e sem o menor detrimento de sua competência como inventor — a possibilidade de fazer música para aprender a fazer música.

Ler mais