Website on global south and decolonial issues.

Manthia Diawara: Percursos Intensivos

Percursos Intensivos é um programa dedicado em exclusivo a Manthia Diawara, autor maliano, da diáspora africana, que pretende proporcionar uma reflexão sobre a contemporaneidade africana através do conhecimento aprofundado da sua obra e do seu pensamento. Através da criação de uma espécie de “sala de estudo” pretende-se que o visitante possa ver e consultar, de acordo com o seu próprio critério e motivação, os filmes e livros da autoria de Diawara e outros ensaios com ele relacionados.

Rouch in Reverse (1995)Rouch in Reverse (1995) the Making of African Cinema (1994) the Making of African Cinema (1994)

Manthia Diawara é escritor, cineasta, teórico cultural, académico e historiador da arte. É professor universitário na Universidade de Nova York, onde também é Diretor do Instituto dos Assuntos Afro-Americanos. Nasceu em Bamako, Mali e recebeu a sua educação primária em França. Em 1985, concluiu o doutoramento na Universidade de Indiana. Anteriormente à NYU ensinou na Universidade da Pensilvânia e na Universidade da Califórnia, em Santa Barbara. Grande parte de sua pesquisa tem sido no campo de estudos culturais negros, embora o seu trabalho tenha diferido da abordagem tradicional formulada na Grã-Bretanha no início dos anos 80 do séc. XX. Junto com outros notáveis estudiosos da atualidade, Diawara procurou incorporar a noção das condições materiais dos afro-americanos nestes estudos, assim fornecendo um contexto mais amplo para o estudo da cultura da diáspora africana. Um aspeto desta formulação tem sido privilegiar a “negritude” em todas as suas formas possíveis e não como definição única relevante, talvez monolítica, da cultura negra. Diawara tem contribuído significativamente para o estudo do filme negro e publicou vários livros sobre este assunto.

 from Gorée to Dogon (2000) from Gorée to Dogon (2000)In Search of Africa (1997)In Search of Africa (1997)

Os seus filmes, que sem hesitação colocaríamos na categoria do documentário ensaístico, expõem de forma exemplar as reflexões de Manthia Diawara sobre temas tão distintos como a diáspora africana (In Search of Africa; Diaspora Conversations: from Gorée to Dogon), a vida contemporânea nas cidades africanas (Bamako Sigi-Kan; Conakry Kas), o cinema africano e o filme etnográfico (Sembène: the Making of African Cinema; Rouch in Reverse), as artes (Maison Tropicale), a literatura e filosofia africanas (Édouard Glissant: Um Mundo em Relação; Wole Soyinka e Léopold Senghor – Um Diálogo sobre a Negritude) ou o exílio e a imigração (Who’s Afraid of Ngugi?An Opera of the World), em todos se ouvindo diferentes vozes que refletem sobre os problemas e as complexidades africanas, os seus ideais, as relações e confrontos com o mundo e os efeitos da globalização no continente.

Na Galeria Avenida da Índia os visitantes podem visionar todos os filmes, em grande formato, na Black Box, de acordo com o calendário e em várias sessões diárias com início às 10h, ou de forma aleatória, em monitores individuais, com maior privacidade e detalhe. No espaço, os visitantes podem igualmente ter acesso aos livros, ensaios e artigos de ou sobre Manthia Diawara, e/ou trabalhar nos seus computadores pessoais.

O programa inclui também um ciclo de “Palestras em Torno dos Filmes” com a participação de personalidades que se relacionam direta ou indiretamente com a obra de Manthia Diawara: 25 de Maio (Manuela Ribeiro Sanches), 16 de Junho (Ângela Ferreira e Jürgen Bock), 6 de Julho (António Tomás) e 7 de Setembro (Mamadou Ba), um contributo para uma reflexão mais aprofundada sobre os conteúdos e temas em referência.

Bamako Sigi-Kan (2002)Bamako Sigi-Kan (2002)


MANTHIA DIAWARA | FILMOGRAFIA

An Opera of the World (2017, 70’)

Wole Soyinka e Léopold Senghor – Um Diálogo sobre a Negritude (2015, 59’)

Édouard Glissant: Um Mundo em Relação (2010, 51’)

Masion Tropicale (2008, 58’)

Who’s Afraid of Ngugi? (2007, 83’)

Conakry Kas (2003, 82’)

Bamako Sigi-Kan (2002, 76’)

Diaspora Conversations: from Gorée to Dogon (2000, 47’)

In Search of Africa (1997, 26’)

Rouch in Reverse (1995, 52’)

Sembène: the Making of African Cinema (1994, 60’), correalizado com Ngugi wa Thiong’o

As Galerias Municipais de Lisboa/EGEAC apresentam Manthia Diawara: Percursos Intensivos, na Galeria Avenida da Índia, em Lisboa, Belém, entre 12 de Maio e 15 de Setembro’17.

Vereadora da Cultura da CML | Lisbon Culture Councillor

Catarina Vaz Pinto

Conselho de Administração da EGEAC | EGEAC Administrative Council

Joana Gomes Cardoso

Lucinda Lopes

Manuel Veiga

Diretora das Galerias Municipais | City Council Galleries Director

Sara Antónia Matos

 

Organização e Produção | Organization and Production

Galerias Municipais de Lisboa/EGEAC

 

Artista | Artist

Manthia Diawara

 

Gestão de projeto | Project Management

João G. Rapazote

 

Comunicação | Communication

Galerias Municipais de Lisboa/EGEAC

 

Montagem | Assembly

Setup (Francisco Soares, Sérgio Gato), Balaclava Noir (João Chaves)

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.