Website on global south and decolonial issues.

Andreia Farinha

Lisboa, 1984. Licenciada pela Escola Superior de Teatro e Cinema, na vertente de Design de Cena, (2002-7). Desenvolve os projectos teatrais La Petite Mort e Guillotine apresentados na ESTC, como cenógrafa e encenadora. Bolseira do programa Erasmus na VSMU em Bratislava. Desenvolve estágio na companhia “Oí Noís Aqui Traveiz” em Porto Alegre, Brasil. Solidifica a sua paixão por teatro de intervenção nas criações do grupo de teatro amador de rua “Kamiquases (quase mártires sem pátria, quase assassinos com escrúpulos)”, do qual é fundadora.
Participa em alguns projectos de animação cultural da companhia “Artelier”, em Loures. Trabalha como actriz em várias performances, ganhando o gostinho pelo teatro sem palcos, e pelas abordagens teatrais mais ácidas.
Bolseira do programa INOV-ART (2009), realizando o seu estágio profissional na companhia de Teatro do Oprimido, em Maputo. Ao longo do mesmo, encenou o espectáculo “A Decapitação dos Chefes”, apresentado no Centro Cultural Franco Moçambicano, em Agosto.
Aos 10 anos queria ser terrorista. Actualmente é formadora da oficina teatral do Centro Social da Mouraria, e engraxa sapatos nas esquinas de Lisboa.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.