Website on global south and decolonial issues.

Armindo Jaime Gomes

Bié, Angola. É co-fundador da BJLA é membro 110 da UEA, graduado entre 1989 e 1993 pelo ISCED, em História, pós-graduado entre 2008 e 2010, em Administração Escolar, pela Universidade de Évora, pós-graduado em Direito, pela Universidade Lusíada. Ao abrigo dos acordos de Bicesse, desmobilizou-se como oficial subalterno do 26º regimento aéreo de caças-bombardeiros. Trabalhou no Arquivo Histórico Nacional em Luanda, Namibe e Benguela. Em 1996, passou à docência efectiva de História de Angola, Antropologia Cultural e Didáctica Especial de História na UAN em Benguela, Psicologia Intercultural e Métodos de Análise Histórica no ISPJeanPiaget em Benguela, História Universal, História de África e Língua Umbundu no ISPSN no Huambo. É parte do corpo docente actual da Academia Militar do Exército no Lobito coordenado a Antropologia Cultural. Tem se dedicado à pesquisa etno-histórica de que, em 2015, resultou a criação do Centro de Estudos e Recolhas das Tradições Orais em Benguela. Do acumulado em arquivos do CERTO publicaram-se alguns textos literários, desde 1990, com anagrama de ARJAGO, artigos etno-históricos, desde 2012 e seis livros desde 1999, altura da conquista do prémio “António Jacinto”.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.