Website on global south and decolonial issues.

Aurélio Furdela

Escritor, dramaturgo, guionista e letrista, com livro de estreia em 2003: De medo Morreu o Susto,a que se seguiram GatsiLucere, O Golo que Meteu o ÁrbitroAs Hienas Também SorriemEstá representado nas antologias Lusofônica La Nuova Narrativa in Língua Portoghese, com o conto “Da mocidade à Velhice de Lacrina”, traduzido para italiano e A Minha Maputo (2012), com o conto “Um Homem com 33 Andares na Cabeça”, igualmente inserido na revista brasileira Macondo.

Como dramaturgo escreveu e publicou várias peças originaispara o programa de teatro radiofónico “Cena Aberta”, da Rádio Moçambique, nas quais destaca-se “GatsiLucere”, publicada posteriormente em livro pela AMOLP, 2005. Autor de duas radionovelas, no âmbito do programa N’wetiem Moçambique. Como letrista, salienta-se da sua lavra a autoria da canção oficial da X Edição do Festival Nacional da Cultura -2018Distinguido com Prémio Revelação de Literatura AEMO/Instituto Camões – 2003; Prémio Revelação de Texto Dramático AMOLP/Instituto Camões – 2003; Prémio Revelação da Revista TVZINE, 2003, Prémio Nacional de Texto Dramático Sobre HIV-2003, promovido pelo Ministério da Cultura. Em 2017 Prémio Literário 10 de Novembro, instituído em homenagem a Cidade de Maputo. Licenciado em História, pela Universidade Eduardo Mondlane.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.