Website on global south and decolonial issues.

Rita GT

Porto (1980). Vive e trabalha entre Viana do Castelo e Luanda. Licenciada em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, tem, no currículo, dezenas de exposições individuais e coletivas, em Portugal e no estrangeiro.

Entre outros, foi a co-fundadora do colectivo e.studio Luanda, recebeu, em 2013, a bolsa Moving Africa, atribuída pelo Goethe Institut, através da Wits University, em Joanesburgo, na África do Sul, e foi comissária do Pavilhão de Angola na Bienal de Veneza, em 2015, com curadoria de António Ole. Em 2017 foi uma das artistas não-africanas, e a única de Portugal, convidada a expor na 1ª Bienal de Lagos, na Nigéria.

Nas suas obras, trabalha principalmente com cerâmica, instalação, performance, vídeo e fotografia, e os seus trabalhos são descritos, frequentemente, como interventivos, subversivos e inconformistas.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.