Website on global south and decolonial issues.

Simone Frangella

Investigadora auxiliar no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, onde integra os Grupos de Investigação Identidades, Culturas, Vulnerabilidades. É doutorada em Ciências Sociais/Antropologia pela Universidade de Campinas, Brasil (2004). Foi pesquisadora associada do Departamento de Estudos Portugueses e Brasileiros no King’s College, em Londres (2006/2007), e pesquisadora visitante do Departamento de Antropologia da Goldsmiths College, Londres (2006/2009). 

Trabalhou extensivamente com temas relacionados com o espaço urbano, corporalidade, percursos itinerantes e a construção de sociabilidades, tendo a rua como espaço central de investigação de Mestrado e Doutorado.

Atualmente, dedica-se a questões relacionadas com as mobilidades transnacionais, particularmente os fenómenos migratórios e suas dinâmicas sociais e simbólicas. 

Como bolseira de investigação de pós-doutoramento (entre 2009 e 2018), com apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), realizou sucessivamente duas investigações. A primeira teve como recorte empírico a migração brasileira, privilegiando alguns aspetos: as relações de género e familiares, os discursos sobre identidade nacional e sobre pertenças territoriais, relações geracionais, e produção cultural.

O segundo projeto de pós-doutoramento, que se desdobrou na atual pesquisa enquanto investigadora auxiliar,  trata de pensar as configurações e margens territoriais dos bairros da Área Metropolitana de Lisboa, tendo como o foco a Margem Sul, a fim de compreender como as relações de pertença territoriais se cruzam com relações intergeracionais, com diferentes experiências laborais e relações de convivialidade. 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.