Website on global south and decolonial issues.

William Du Bois

(EUA 1868 – Gana 1963) Compilador da primeira grande enciclopédia africana, Du Bois, sociólogo, historiador, autor de textos fundamentais que foram ferramentas para a Independência, é um dos precursores do Pan-Africanismo. Nasce em Massachusetts e forma-se em Harvard, onde faz doutoramento em História, tornando-se o primeiro afro-americano a atingir este grau académico naquela faculdade. Posteriormente lecciona História e Economia na Universidade de Atlanta. Durante este período inicia, de forma mais consistente, a sua actividade política, passando por várias instituições de defesa dos direitos dos negros. Du Bois ajuda a organizar a Exposição do Negro, inserida na 1900-Exposição Universal de Paris, focando a perspectiva do contributo dos negros na sociedade americana, fugindo aos estereótipos do negro exótico-selvagem. Passados dez anos deixa a Universidade para se dedicar inteiramente ao activistismo negro. Dirige a revista da National Assiciation for the Advanced of Colored People (NAACP) e desdobra-se na publicação de artigos de jornais, na realização de conferências e na publicação de autores negros, nomeadamente do movimento Harlem Renaissance.
William radicaliza-se cada vez mais ao contrário da organização a que está mais ligado, a NAACP. Em 1930 regressa à docência sem nunca abandonar a defesa dos direitos dos negros. Em 1950, com 82 anos e com ficha no FBI que o considera um “perigoso socialista”, candidata-se, sem sucesso, a Senador por Nova Iorque pelo American Labor Party, onde chega aos 200 mil votos. Oito anos mais tarde junta-se a uma coligação de extrema-esquerda que também tenta, com a mesma sorte, um lugar no senado nova-iorquino.
Em 1961 desloca-se ao Gana a convite do seu Presidente, Kkrumah, para dirigir a Enciclopédia Africana, talvez o seu principal contributo académico para compreensão da condição do negro. Passados dois anos e após receber cidadania ganesa, William Du Bois morre, em Acra, com 95 anos de idade.
Du Bois, com 22 títulos e diversos artigos, é responsável por uma extensa obra publicada. Os seus trabalhos mais significativos são Philadelphia Negro (1989), The Souls of Black Folk (1903), Jonh Brown (1909) e sobretudo The Negro (1915) que irá influenciar a obra de diversos investigadores africanistas, como Drusilla Houston ou William Leo Hansberry. Nas suas obras, Du Bois sublinha, fundamentalmente, a presença do negro na história dos Estados Unidos, nomeadamente na guerra civil e na reconstrução, bem com a sua identidade africana ou os meios de luta para emancipação e ou a independência no caso colonial.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.