Website on global south and decolonial issues.

FESTin: 13ª edição decorre de 9 a 14 de dezembro com filmes de Portugal, Brasil, São Tomé e Príncipe e Angola

Os filmes deste ano apresentam temas sensíveis, como a migração, a violência contra a mulher e a ascensão das milícias. Mas também há espaço para a celebração da música e da literatura. As premiações serão anunciadas no dia 15 nas redes e site do FESTin.

Na disputa de longa de ficção, além de “Vermelho Monet”, os selecionados são: “Já Nada Sei” (Portugal, 2022, realização Luís Diogo), “Ludvania” (Angola, 2022, João Afonso Pedro), “O Segundo Homem” (Brasil, 2022, Thiago Luciano), “Ursa” (Brasil, 2021, William de Oliveira) e “Sol” (Brasil, 2021, Lô Politi). 

Entre os documentários, “Através de Seus Olhos” compete com outras três produções brasileiras e uma portuguesa: “Os Ossos da Saudade” (Brasil, 2021, realização de Marcos Pimentel), “No Canto Rosa” (Portugal, 2022, Claudia Rita Oliveira), “O Voo da Borboleta Amarela – Rubem Braga, o Cronista do Brasil” (Brasil, 2022, Jorge Oliveira) e “Belchior – Apenas um Coração Selvagem” (Brasil, 2022, Natália Dias e Camilo Cavalcanti).

Na disputa de curta-metragens, os portugueses são maioria com cinco filmes: “Boca Cava Terra” (2022, realização Luís Campos), “Dessa Água Não Beberei” (2021, Pedro Caldeira e Paulo Graça), “Eddy” (2022, João Brás), “Nada nas Mãos” (2021, Paolo Marinou-Blanco) e “Tchau Tchau” (2021, Cristèle Alves Meira). Angola tem dois representantes: “Elo” (2022, Edgar Claudio) e “Um Sopro no Quintal” (2021, Gretel Marin). O Brasil participa com “Sobre Elas” (2022, Bruna Arcangelo) e São Tomé e Príncipe tem “Cereais” (2022, Filipe Anjos e Henrique Sungo).

Os júris conferem aos vencedores o Prémio Pessoa, além de menções honrosas nas categorias: Melhor Longa-Metragem (Ficção), Melhor Realizador (Ficção), Melhor Ator (Ficção), Melhor Actriz (Ficção), Melhor Documentário e Melhor Curta-Metragem. Compõem o júri de longas de ficção Cléo Matuto (Angola), Paula Guedes (Portugal) e Thaís Campos (Brasil). Entre os curtas os jurados são Miguel Pessoa (Portugal), Regina Nadaes Marques (Brasil/Itália) e Silvia Milonga (Angola). Nos documentários o júri é composto por Mário Máximo (Portugal), João Mical (Portugal) e Maria Alice Medina (Brasil).

Mostra Cinema Brasileiro

A tradicional Mostra Cinema Brasileiro, que decorre desde o primeiro ano do FESTin, tem pela primeira vez a curadoria do ator e gestor cultural Antonio Grassi. “O Melhor Lugar do Mundo é Agora” (2021, realização Caco Ciocler), “O Debate” (2022, Caio Blat), “A Primeira Perda da Minha Vida” (2021, Inês Peixoto), “Muros da Vida” (2021, Zoran Djordjevic), “Nunca Estarei Lá” (2022, Rodrigo Campos) e “Você Me Toca” (2022, Rafael Castro Lopes) são os filmes seleccionados. As curtas serão exibidas numa sessão especial no dia 9 de dezembro, no Espaço Talante.

Dia 11 dezembro, domingo

15h – Sala 3 – O Segundo Homem (BR), de Thiago Luciano, 2022, 111 min., Ficção – Drama, M12 | Antestreia Europa | Leg. EN . Cinema São Jorge

17h30 – Sala 3 – Belchior – Apenas um Coração Selvagem (BR), de Natália Dias e Camilo Cavalcanti, 2022, 90 min., Documentário, M6 | Antestreia Portugal |. Cinema São Jorge 

18h – Sala 2 – Conexões FESTin – Lançamento livro “A História da Eternidade”, com exibição de trechos inéditos da longa de Camilo Cavalcante (BR), 60 min.Cinema São Jorge

19h30 – Sala 3 – Sol (BR), de Lô Politi, 2021, 100 min., Ficção – Drama, M12 | Antestreia Europa | Leg. EN. Cinema São Jorge

21h – Sala Manoel de Oliveira – Vermelho Monet (BR), de Halder Gomes, 2022, 145 min., Ficção – Drama, M12 | Antestreia Internacional | Leg. EN. Cinema São Jorge

21h40 | Sala 3 – O Debate (BR), de Caio Blat, 2022, 76 min., Ficção – Drama, M12 | Antestreia Portugal | Leg. EN. Cinema São Jorge

Vermelho Monet, de Halder Gomes, 2022Vermelho Monet, de Halder Gomes, 2022

Dia 12 dezembro, segunda-feira

10h30 – Sala Átrio –  Sessão FESTinha – Bola da Vez (BR), Sobre Amizade e Bicicletas (BR), Amoreiras (PT), Curta Diferenças (BR), Yasmin (BR), 63 min. Museu das Comunicações

15h – Através dos Seus Olhos (BR), de Sonia Guggisberg, 2021, 96 min., Documentário, M6 | Leg. EN. Auditório Camões. 

17h – No Canto Rosa (PT), de Cláudia Rita Oliveira, 2022, 80 min., Documentário, M6 | Antestreia Portugal | Leg. EN. Auditório Camões. 

18h – Sou Moderno, Sou Índio (BR), de Carlos Eduardo Magalhães, 2021, 106 min., Documentário, M6 | Antestreia Portugal | Leg. EN. Casa Comum – Universidade do Porto. 

19h – Sala Auditório – Ursa (BR), de William de Oliveira, 2021, 70 min., Ficção – Drama, M12 | Antestreia Portugal | Leg. EN. Museu das Comunicações. 

21h – Sala Auditório – Ludvania (AO), de João Afonso Pedro, 2022, 95 min., Ficção – Drama, M12 | Antestreia Portugal | Leg. EN. Museu das Comunicações

 

Dia 13 dezembro, terça-feira

10h30 – Sala Átrio –  Sessão FESTinha – Bola da Vez (BR), Sobre Amizade e Bicicletas (BR), Amoreiras (PT), Curta Diferenças (BR), Yasmin (BR), 63 min. Museu das Comunicações

16h30 – Sala Auditório – O Voo da Borboleta Amarela – Rubem Braga, o Cronista do Brasil (BR), de Jorge Oliveira, 2022, 78 min., Docuficção, M6 | Antestreia Portugal | Leg. EN. Museu das Comunicações

18h – Sala Átrio – Conexões FESTin – Exibição do doc Olha pra Elas, seguida de debate, 120 min. Museu das Comunicações

18h – Eu Nativo (BR), de Ulisses Rocha, 2022, 71 min., Documentário, M6 | Antestreia Portugal |  Leg. EN.  Casa Comum – Universidade do Porto. 

18h30 – Sala Auditório – Os Ossos da Saudade (BR), de Marcos Pimentel, 2021, 107 min., Documentário, M6 | Antestreia Portugal | Leg. EN. Museu das Comunicações

21h – Sala Auditório – O Melhor Lugar do Mundo é Agora (BR), de Caco Ciocler, 2021, 72 min., Documentário, M12 | Antestreia Portugal | Leg. EN. Museu das Comunicações

 

Dia 14 dezembro, quarta-feira

10h30 – Sala Átrio –  Sessão FESTinha – Bola da Vez (BR), Sobre Amizade e Bicicletas (BR), Amoreiras (PT), Curta Diferenças (BR), Yasmin (BR), 63 min. Museu das Comunicações

16h – Sala Auditório – Sessão Competitiva de Curtas 2 – Sobre Elas (BR), Dessa Água Não Beberei (PT), Um Sopro no Quintal (AO), 55 min. Museu das Comunicações

17h – Sala Átrio – Conexões FESTin – Exibição da curta A Independência é a Nossa Língua (PT, BR), obra coletiva, 2022, 8 min, Animação + Debate ”A herança portuguesa no cotidiano da vida brasileira 200 anos depois da independência: costumes e gastronomia”, 60 min. Seguido de brinde de encerramento. Museu das Comunicações. 

18h – Mata (BR), de Ingrid Fadnes e Fabio Nascimento, 2020, 80 min., Documentário, M6 | Antestreia Portugal | Sem Leg. Casa Comum – Universidade do Porto. 

 

Dia 15 dezembro, quinta-feira

19h – Publicação, nas redes e site do FESTin, da lista de filmes premiados.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.