Website on global south and decolonial issues.

idanca.txt

O projeto idanca.txt nasceu como uma proposta de criar um espaço para a reflexão sobre as artes performáticas na contemporaneidade. O próprio conceito de contemporâneo apresenta desafios para a sua conceituação. Os termos e nomenclaturas parecem cada vez mais fluídos e a facilidade de comunicação abre possibilidades de compartilhar novas abordagens a cada momento. Ao todo, cinco edições serão lançadas, reunindo autores de diferentes continentes e regiões do Brasil, de diferentes formações, para dar conta da diversidade de conceitos e perspectivas circulando atualmente.
Você pode ler o idanca.txt aqui, no nosso lindo leitor online ou baixar o pdf para ler depois. Para isso, é necessário ter um leitor de pdf no seu computador. Caso não tenha, é possível baixar o adobe aqui. Se o arquivo não abrir direto no seu navegador, você pode clicar sobre o link com o botão direito do mouse e selecionar a opção “Salvar link como…”, assim você faz o download para o computador. O idança é mais rápido no Mozilla Firefox.


The idanca.txt project was born as proposal of creating a space for reflection about the contemporary performing arts. The very idea of contemporary offers challenges for its conceptualization. Terms and nomenclature seem more and more fluid and the easiness in communication opens possibilities for sharing new approaches any time. Five issues will be released, bringing together authors from different regions and background in order to encompass the diversity of concepts and perspectives currently circulating.
You can read the file in our beautiful reader or download it to read offline. To do this, you must have a pdf reader installed on your computer. In case you don´t, you can download adobe here. If the file doesn´t open directly on your browser, you can click on the link with the right button and choose “Save link as…”, this way you´ll download the file to your computer.

 

ver aqui

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.