Website on global south and decolonial issues.

Lingua di Téra. Introdução ao Estudo do Caboverdiano.

com Doutora Fernanda Pratas e Dra. Ana Josefa Cardoso
5, 7, 8, 12, 14 e 15 de Julho, das 18H00 às 21H00

Objectivos: Este módulo tem três objectivos principais: 1) descrever e discutir a génese da língua caboverdiana, por comparação com outras línguas crioulas, tendo em conta a história e cultura do seu país; 2) descrever e analisar propriedades relevantes da sua gramática, de modo a poder compreender e produzir pequenos textos e diálogos nesta língua; 3) identificar possíveis interferências do Caboverdiano nas produções de língua portuguesa dos falantes bilingues.
Programa: Discussão de diversas abordagens sobre a génese do Caboverdiano. Resumo e análise de documentos e comparação com outras línguas crioulas.
Descrição e discussão de propriedades gramaticais relevantes: análise de diversos tipos de construções, com diferentes graus de complexidade, dedicando particular atenção a algumas particularidades morfo-sintácticas e às estratégias de marcação de tempo.
Todo o curso terá como suporte dados orais e textos escritos (literários e não literários).
Algumas das sessões avançadas serão dedicadas à produção e prática de textos e diálogos em Caboverdiano.

Destinatários:
professores de alunos bilingues de Caboverdiano e Português em todos os ciclos do ensino básico; terapeutas da fala; estudantes de linguística; estudantes de línguas e literaturas; público em geral.

Material necessário:
os textos, quer para análise quer para a execução de exercícios, serão indicados aos participantes ao longo do curso.
 
Vagas: 20
Creditação (para professores do Ensino Básico e Secundário dos grupos):
Formação Adequada: Professores dos Grupos 200, 210, 220, 300 e 310

Fernanda Pratas é investigadora do Centro de Linguística da UNL, na área da gramática do Caboverdiano. Os temas das suas teses de Mestrado (2002) e de Doutoramento (2007) são, respectivamente, o sistema pronominal e o sistema verbal desta língua, e incluem ainda a discussão de aspectos relacionados com a génese das línguas crioulas e com o trabalho de campo em Linguística. Actualmente é responsável pelos projectos “Aquisição de Sintaxe em Caboverdiano”, com base em recolha de dados e em trabalhos experimentais com crianças em idade pré-escolar na ilha de Santiago, e “Eventos e Subeventos em Caboverdiano”, para criação da primeira base de dados digital da língua.
Ana Josefa Cardoso é falante nativa de Caboverdiano e de Português. É professora de Português do 2º Ciclo e formadora certificada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua nas áreas de Didácticas Específicas da Língua Caboverdiana; Didáctica Específica de Português Língua Não Materna e Educação e Multiculturalidade. A sua tese de Mestrado em Relações Interculturais (2006) é sobre as interferências linguísticas do Caboverdiano na aprendizagem do Português. Actualmente é responsável pela leccionação de aulas de Caboverdiano na Turma Bilingue do Projecto Bilinguismo, aprendizagem do Português L2 e sucesso educativo na Escola Portuguesa, coordenado pelo ILTEC.
 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.