Website on global south and decolonial issues.

MÚSICA NEGRA, de LeRoi Jones (Amiri Baraka)

Os críticos de jazz têm sido, na sua maioria, americanos brancos, mas os músicos mais importantes não. — LeRoi Jones

MÚSICA NEGRA é um dos mais livres e radicais exercícios de crítica musical. Nesta reunião de ensaios, recensões, crónicas e considerações pessoais, Amiri Baraka retrata a florescente cena do free jazz norte-americano dos anos 60. Num registo vívido e electrizante, Baraka traduz em palavras a liberdade de improvisação de um género que só pode ser entendido enquanto expressão de uma atitude sobre o mundo, e não apenas como uma forma de fazer música. É dessa expressão única e autêntica da cultura afro-americana que surgem músicos singulares e revolucionários como John Coltrane, Thelonious Monk, Miles Davis, Ornette Coleman, Cecil Taylor, Archie Shepp e Sun Ra.

Já disponível na nossa loja online e nas livrarias de todo o país.

Ler um excerto aqui.

LeRoi Jones, mais tarde Amiri Baraka (1934-2014), foi poeta, dramaturgo, crítico de música, professor, activista político e uma das vozes proeminentes da cultura norte-americana da segunda metade do século XX. Figura central do movimento beatnik dos anos 50 e do Black Power nas décadas posteriores, Amiri Baraka evidenciou-se pelo seu estilo inflamado e controverso, tendo contribuído para uma nova consciência do que significava ser negro nos Estados Unidos. Publicou numerosos artigos e ensaios sobre racismo, colonialismo e música afro-americana. Entre as suas obras, destacam-se Blues People: Negro Music in White America e Música Negra.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.