Website on global south and decolonial issues.

TASTE BLACK HISTORY apresenta 1619 SABORES – Raízes Africanas Globais I Luanda

A TASTE BLACK HISTORY vai realizar em Luanda o evento 1619 SABORES – Raízes Africanas Globais, uma das iniciativas que se enquadram no projecto “1619-2019”, que tem como objectivo assinalar os 400 anos desde que o primeiro barco atracou na cidade de Jamestown, actual Estado da Virgínia, vindo de África com pessoas escravizadas. Reconhecer as ligações culturais e aumentar a apreciação do público em geral no continente africano e na sua diáspora é outro dos objectivos do projecto.
1619 SABORES – Raízes Africanas Globais será um evento gastronómico que envolve a redescoberta da influência da gastronomia africana em outras paragens, através da pesquisa local, experiências gastronómicas e uma exposição interactiva. Tomando a gastronomia autêntica como ponto de partida, o evento será um espaço empresarial e cultural inovador para promover os países participantes e identificar praticas que os conectem. Com partida em Angola, a iniciativa terá ainda paragens no Brasil, Estados Unidos de América, Inglaterra e Jamaica.

CHEF RUI SÁ BIO – Nasceu no Gulungo Alto, Kwanza Norte, Angola e durante a sua adolescência mudou-se para Lisboa e logo encontrou sua paixão nas artes culinárias. A sua busca insaciável pela excelência culinária ao longo dos últimos 25 anos, levou-o para os quatro cantos do globo: Tailândia, França, Portugal, Alemanha, Itália, Brasil, Coreia ou China, são países onde o chef já apresentou o seu trabalho. A exposição a essa grande variedade de cozinhas inspirou-o a explorar as suas raízes angolanas enquanto abraçou outros estilos.

Rui é um inventor culinário, bastante reputado pela sua interpretação moderna da cozinha tradicional angolana, destacando “ingredientes da terra”, ingredientes tradicionais angolanos, cultivados no país, que são a base da sua extensa gama de apresentações da cozinha gourmet.

Sendo um dos chefs mais renomados de Angola, ja representou o país em eventos internacionais: Expo Shangai, Coreia, Alemanha e Milão, Dipanda Fest (Londres), e participa de vários eventos no país: Angola Food & Drink Festival, Angola Restaurant Week ou TEDxLuanda onde é o Chef residente desde a primeira edição. É também um dos contribuidores para o livro Top 20 Chefs de Angola – Sabores do Mundo com Thermomix, uma coleção de vinte melhores chefs do país.

Actualmente trabalha também como consultor de vários restaurantes e cadeias de supermercados em Luanda, compartilhando o seu talento inventivo e amor de bons restaurantes.

CHEF BJ DENNIS BIO – Nasceu e cresceu em Charleston, Carolina do Sul, Estados Unidos da América, onde aos 38 anos de idade descobriu o suficiente para se tornar um dos principais embaixadores da culinária Gullah-Geechee. BJ começou a sua carreira como lava-louças no Hank ́s Seafood em Charleston antes de conseguir o seu diploma em culinário no Trident Technical College. Quando Dennis trabalhou no Hank ́s Seafood em Charleston, o chef fundador Frank McMahon passou por uma sexta-feira ocupada antes do serviço começar e disse, “Eu vou fazer de você um chef!” Trabalhou o seu caminho para cima influenciado por cozinheiros negros mais velhos com destaque para Nigel Drayton, actual proprietária do restaurante Nigel ́s Good Food. É um apreciador dos sabores e da cultura do Lowcountry que recorrentemente utiliza na sua culinária Gullah-Geechee. Já foi premiado com o BB&T Wine Food Festival, Cook it RAW, e Meatopia Awards, e tem como principal objetivo trazer a culinária Gullah para o mainstream na cena de Charleston.

Chef da Comunidade e defensor da melhor comida em áreas de baixa renda, bem como um chef pessoal profissional e catering, está comprometido em educar a Comunidade através de eventos, workshops e culinária.

CHEF ANTHONY CUMBERBATCH BIO – Nascido em Dulwich, no sul de Londres mas com raízes da ilha de Barbados onde cresceu, Anthony desenvolveu logo cedo curiosidade para novos sabores e gostos pela influencia da sua mãe e dos seus avós. Enquanto crescia, a sua avó cozinhava e o seu avô era agricultor orgânico, isso permitiu-lhe desenvolver uma forte paixão pela culinária e um grande respeito por suas origens e cultura, elementos que ele incorpora com alma em cada prato que cria. Com treinamento da academia Michelin, o Chef conta com mais de 28 anos de experiência de culinária internacional. Embora seguindo um caminho convencional teria sido uma escolha mais segura, Anthony decidiu sair de sua zona de conforto e foi determinado a elevar a culinária Caribenha para um outro nível.

De regresso a Inglaterra, Anthony melhorou a suas habilidades e a sua carreira como Chef disparou quando começou a trabalhar em prestigiados restaurantes de Londres. Ao terminar a faculdade, aos 17 anos de idade, trabalhou com o Chef Anton Edelmann como um Chef commis no Hotel Savoy.

Em 1996 trabalhou no restaurante Palio em Londres, propriedade de um dos seus principais tutores, o Chef Antony Worral-Thompson, que foi quem lhe deu a sua primeira posição de Chef. Desde então, Anthony tem vindo a partilhar a sua experiência em vários restaurantes proeminentes em Londres. Ele estabeleceu a sua própria empresa AC LAB – uma plataforma que permite o experimento e testes de novas criações e sabores.

CHEF JOSENILTON SANTOS BIO – Natural de Salvador da Bahia, Brasil, Josenilton é inspirado por uma culinária afetiva e seus pratos reúnem técnicas internacionais, ingredientes locais e memórias. O Chef aprendeu a cozinhar com a sua mãe, que adorava preparar comidas para os filhos, amigos e vizinhos. Esse gosto de reunir pessoas em torno da mesa veio da avó, que costumava preparar a feijoada de domingo desde o sábado à noite, atraindo netos inspirados nos cheiros, sabores e pelo clima de comida boa e muito carinho. A experiência gastronômica se expandia a cada data festiva, quando as iguarias baianas se faziam presentes. Desde então, acompanhava com atenção as técnicas de feitura da comida de azeite que levava quase um dia inteiro para ser finalizada. O cheiro do azeite, a crocância do acarajé e a textura do vatapá de Mainha o marcaram definitivamente!

O aprendizado formal do chef Josenilton se completou aos 19 anos, quando recebeu o certificado de Cozinheiro do Senac. A partir de então iniciou sua experiência profissional ao lado de vários mestres e em diferentes tipos de estabelecimentos (hotéis, restaurantes, cafeterias, hospitais), se consolidando no mundo da gastronomia. Em 2007, ingressou no Restaurante Escola Senac, aliando atividades educativas com alunos e desenvolvimento de pratos da culinária Baiana. Foi um encontro de técnicas e memórias afetivas.

Completou sua formação com cursos como o de Chefe Internacional pelo Senac Campos do Jordão e o de Gastronomia pela Estácio-FIB, e atualmente com um MBA em Gestão Empresarial na UNIFACS. Chef residente do Pelourinho desde 2016, já representou a culinária baiana em festivais nacionais e internacionais de intercâmbios gastronômicos como Bogotá ou New Orleans.

TASTE BLACK HISTORY é uma companhia limitada baseada em Londres, e que opera em diversos países. A equipa tem mais de 30 anos entre os nossos colaboradores, é versátil e pensa fora da caixa. Criada para oferecer aos seus clientes experiências únicas que promovam a cultura Africana e das Cara]ibas, põe à disposição uma gama de serviços desde consultorias, formação e desenvolvimento de produtos, projectos de investigação, produção de eventos culturais e serviços de catering para privado, corporativos e festivais. A organização produz eventos em Angola, Brasil, Hong Kong, Jamaica, Estados Unidos, Portugal e Reino Unido.

Para mais informações, por favor contactar:

Telemóvel: 932 896 885

hello@tasteblackhistory.com https://www.tasteblackhistory.com

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.