Website on global south and decolonial issues.

Cairo

Abençoados pelos mortos

É no cemitério do Cairo, mais do que nas pirâmides, que se percebe o culto da morte. E é aí, mais do que no colorido bazar Khan el Khalili, que se vê a força dos vivos. Uma viagem à Cidade dos Mortos quando fazia falta a revolução.

Ler mais

revolução: os dias seguintes na praça Tahrir

“A praça não desarma. Ontem, os militares tentaram afastar os manifestantes, levantar os seus acampamentos, convencê-los a saírem da rua. Mas uma revolução não vai assim para casa de um momento para o outro. “Eu tenho o direito de festejar”, disse Asim, de 26 anos, que veio para Tahrir com as duas irmãs. “Estivemos aqui até o regime cair. Agora esta praça é do povo.”
Paulo Moura

Ler mais