Website on global south and decolonial issues.

comferência-performance

Sarar contra as metáforas

Imagino que tenha sido mais ou menos por esta altura que Sara se libertou do glossário da doença, abandonando a guerra da informação e interpretação com os médicos e o sistema estigmatizante, complexo como nova gramática agora recusada. Susan Sontag dedica algumas páginas da sua reflexão sobre o cancro precisamente ao sistema de metáforas bélicas que entorna o doente, o seu percurso por corredores de tratamento e minimizações, numa lógica de batalha campal, lutas, vitórias e derrotas. Sara Goulart parece ter desistido precisamente desse argumentário no momento em que escolheu desviar-se da novilíngua obscura dos hospitais.

Ler mais