Website on global south and decolonial issues.

óleo de palma

Óleo de palma, floresta e conflito em São Tomé

O sangue ferveu numa manhã de Maio passado. De catanas em punho, a população impediu o avanço das máquinas. A Agripalma suspendeu as operações e agora vêem-se no local apenas alguns trabalhadores a seccionarem grandes árvores já abatidas. Num país onde a falta de emprego é um problema, a perspectiva de trabalho no projecto Agripalma não entusiasma a todos. “São trabalhadores extras. Não têm regalias, segurança social, se ficam doentes ninguém lhes paga”, diz Adelino dos Prazeres, outro morador de Porto Alegre.

Ler mais